Quando você deve trocar o óleo da moto?

A troca de óleo periódica é fundamental para manter o motor funcionando adequadamente e preservar seus componentes. Mas você sabe quando deve trocar o óleo da moto?

É importante saber identificar os momentos corretos para fazer a troca do óleo e ficar atento para não deixar passar da hora. Além disso, o piloto também deve saber qual é o tipo de óleo mais recomendado para o modelo da sua moto.

Todos esses cuidados fazem a diferença para não correr risco de ficar na estrada e ter prejuízos. Quer entender melhor quando você deve trocar o óleo da moto? Confira logo a seguir!

Por que o óleo é tão importante?

Antes de falarmos sobre o momento de trocar o óleo da moto, é importante ter uma visão clara sobre o papel que esse fluido desempenha. Veja só a importância do óleo para a sua moto:

  • Lubrificação das partes móveis da motocicleta
  • Proteção do motor contra umidade, subprodutos da combustão e contaminantes com vários aditivos
  • Arrefecimento do motor, já que a maioria das motos usa o óleo com essa finalidade – com exceção das motos que são especificamente “resfriadas a líquido”
  • Resfriamento e lubrificação da transmissão da moto

Infelizmente, as qualidades de lubrificação do óleo e os aditivos protetores acabam se deteriorando enquanto os contaminantes e a umidade se acumulam. É por isso que é essencial manter a integridade do óleo de sua motocicleta, trocando-o em intervalos regulares e usando o tipo certo de óleo.

Quais são os diferentes tipos de óleo de moto?

Outro ponto importante para acertar na hora de trocar o óleo da moto é conhecer os diferentes tipos de óleo que podem ser usados. Veja só:

  • Mineral. Também chamado de “convencional”, o óleo mineral é um produto petrolífero feito de petróleo bruto refinado. Embora seja o mais barato para comprar e atue como um lubrificante eficaz, contém uma certa quantidade de impurezas que sobraram do petróleo bruto do qual é derivado. Como resultado, ele se decompõe mais rapidamente e requer substituição mais frequente do que os óleos sintéticos.
  • Sintético. Esses óleos são produzidos a partir de produtos petroquímicos quimicamente modificados em vez de petróleo bruto. Eles passam por um complexo processo de produção para criar a composição química exata necessária para a lubrificação ideal do motor, ao mesmo tempo em que filtram as várias impurezas que os óleos minerais contêm. Os óleos sintéticos oferecem maior proteção ao motor e não se decompõem tão rapidamente quanto os óleos minerais, mas são mais caros.
  • Semi sintético. Por fim, os óleos semi sintéticos são uma mistura de óleos minerais e sintéticos. Sendo híbridos, os óleos semissintéticos oferecem um excelente compromisso entre a longevidade e a proteção dos óleos sintéticos com a acessibilidade dos óleos minerais.

Afinal, quando trocar o óleo da moto?

A frequência com que você troca o óleo da sua moto dependerá do tipo de óleo que ela usa, do número de quilômetros rodados e da frequência com que é conduzida. O manual do usuário da sua moto fornecerá os intervalos de manutenção recomendados, mas como regra geral:

  • O óleo mineral deve ser trocado a cada 3.000 a 4.000 quilômetros
  • O óleo semissintético deve ser trocado a cada 5.000 a 7.000 quilômetros
  • O óleo sintético deve ser trocado a cada 7.000 a 10.000 quilômetros

É importante ressaltar que você pode precisar substituir o óleo em intervalos mais regulares se não andar de motocicleta com frequência ou se costuma fazer viagens curtas com menos de 30 minutos. Isso ocorre porque um motor precisa ser acionado regularmente (não apenas em marcha lenta) por cerca de 30 minutos para queimar qualquer umidade acumulada no óleo. Esse excesso de umidade pode levar à degradação acelerada do óleo e à corrosão do motor.

Além disso, também é preciso ficar atento ao prazo médio de validade do lubrificante – que, geralmente, é de seis meses. Ou seja, mesmo que a moto não atinja a quilometragem indicada, a troca do óleo não deve superar os seis meses.

5 sinais de que seu motor precisa de uma troca de óleo

Além de ficar atento à quilometragem e ao prazo de validade do lubrificante, também é recomendado ficar atento aos sinais de alerta de que você deve trocar o óleo da moto:

  • Baixo nível de óleo. Se você não ver nenhum óleo na vareta ou se o nível estiver muito baixo, será necessário trocar o óleo.
  • Vibrações em excesso. Se a sua moto está vibrando mais do que o normal, principalmente em altas velocidades, pode ser sinal de que algumas partes metálicas estão batendo umas nas outras por falta de óleo.
  • Ruídos altos. Se as partes metálicas estiverem batendo juntas, você provavelmente também ouvirá. Portanto, tome cuidado com sons de trituração e batidas.
  • Aumento da temperatura. Sem óleo, o motor superaquece. Ou seja, se a moto estiver esquentando mais do que o normal, você pode precisar de mais óleo.
  • Travamento do motor. O motor congelar completamente durante a condução. Isso geralmente acontece quando há pouco ou nenhum óleo.

Você gostou das informações para identificar quando deve trocar o óleo da moto? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário!

5 comentários em “Quando você deve trocar o óleo da moto?”

    1. Olá, Robson! 🙂 Recomenda-se consultar o manual do proprietário para verificar as especificações exatas do óleo recomendado pelo fabricante. Em geral, muitos motociclistas utilizam óleos sintéticos de alta qualidade com a classificação de viscosidade SAE 10W-40 ou 20W-50 para motores de motocicletas como a Suzuki Bandit. O ideal é levar em um mecânico especializado para fazer a troca do óleo. Valeu! 🙏

  1. Tenho uma cg Titan 125 KS ela está baixando óleo eu trabalho fazendo entregas eu uso óleo mineral só que eu estou completando com o mesmo óleo novo eu uso lubrax aquele da embalagem Verde eu completo com esse mesmo óleo com quantos quilômetros devo trocar? Obrigado!

    1. Olá, Kleber! 🙂 Você deve trocar o óleo da sua CG Titan 125 KS conforme a recomendação da montadora, geralmente a cada 1.000 a 1.500 km se você usa óleo mineral Lubrax. Verifique o nível de óleo semanalmente, troque o filtro de óleo a cada troca de óleo e complete o óleo com a mesma marca. Se você está completando o óleo com muita frequência, consulte um mecânico para verificar possíveis problemas no motor. A manutenção preventiva é essencial para evitar problemas maiores. Valeu! 🙏

  2. Tenho uma Fan 160 2023. Meu percurso de casa para o trabalho é de 5km. Nesse caso eu posso seguir a recomendação do manual (6000km) ou tem alguma orientação especial ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

Continue Navegando